• Direitos Humanos

Direitos Humanos Coordenador do CAOPJDH participa de atividades em Foz do Iguaçu em defesa de direitos humanos do Povo Guarani 06/06/2018

O Procurador de Justiça Olympio de Sá Sotto Maior Neto e o historiador Jefferson de Oliveira Salles, ambos integrantes do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça dos Direitos Humanos do Ministério Público do Estado do Paraná, estiveram em Foz do Iguaçu, nos dias 18 e 19 de abril, a fim de acompanhar ações em defesa dos direitos humanos do povo Guarani na região oeste do Estado.


No primeiro dia participaram de reunião com professores e acadêmicos da Universidade Federal da Integração Latino Americana (UNILA), Pontifícia Universidade Católica do Paraná, organizações indigenistas e lideranças indígenas. O encontrou tratou de conflitos territoriais envolvendo os Guarani no oeste paranaense, sendo relatado pelos presentes a situação das aldeias, a atuação do Ministério Público Federal, Advocacia-Geral da União e Universidades Públicas Estaduais e Federais, oportunidade em que houve também relato da atuação do Ministério Público do Paraná. Ao final foram propostos mecanismos e estratégias no sentido de preservar direitos fundamentais dos indígenas.

No mesmo dia realizou-se reunião na ITAIPU tratando de conflitos territoriais e ambientais envolvendo aldeias Guarani nas áreas limítrofes ao lago mantido pela empresa. Além do coordenador do CAOP, participaram da reunião Adilto Luiz Dall'oglio Júnior, Promotor de Justiça da Comarca de Santa Helena; o Diretor de Coordenação da ITAIPU, Newton Kaminski; o Superintendente de Gestão Ambiental da usina, Ariel Silva; o representante do Departamento Jurídico da ITAIPU, dr. Juliano; o Assessor Especial de Assuntos Fundiários junto a governadora do Estado, Hamilton Serigheli e o historiador do CAOP Direitos Humanos, Jefferson de Oliveira Salles. Na oportunidade, além de encaminhamentos de caráter urgente em relação a aldeias localizadas na área citada, ressaltou-se a necessidade da ampliação de terras indígenas no oeste paranaense e também no Paraguai, bem como da atuação conjunta do governo federal e estadual.

Ao final do dia o coordenador do CAOP participou de mesa redonda na Semana dos Povos Indígenas promovido pela UNILA. Neste ato foi apresentado o Relatório do GT Graves Violações de Direitos Humanos contra Povos Indígenas, produzido pela Comissão Estadual da Verdade do Paraná – Teresa Urban. Na apresentação e debate que se seguiu o Procurador de Justiça elencou diversos casos de violações contra os direitos humanos dos indígenas no Paraná e a necessidade de reparação aos mesmos (acesse o relatório aqui).

No dia 19 o historiador Jefferson acompanhou aula de campo do professor Clóvis Brighenti (UNILA) nas aldeias Guarani de Mokoi Joegua (município de Santa Helena) e Ocoy (São Miguel do Iguaçu). 

 

 

Recomendar esta notícia via e-mail: